atualizada em 04-Feb-2010
logocola.gif (8107 bytes)

Clique par voltar à página  inicial - First PageAs imagens são melhor vistas em 800x600

Antes da Guerra Civil Americana, surgiu um grande cartunista estadunidense. Seu nome era Thomas Nast. Seu traço violento, pesado e aproveitando o espaço que o jornal semanal Harper's Weekly lhe dava, Nast baixou o cacete nos políticos e problemas da época. Muitas vezes o cartum de Nash era a capa inteira do jornal, encomendado sobre a matéria principal da semana.

No final da década de 1880, Nast começou a fazer cartuns de capa para a edição de Natal da HW. Mas eram em perto e branco. Só que após muita pesquisa encontramos dois livros que ele ilustrou.

O segundo, A Night Before Christmas é de 1870 mas o primeiro Santa Claus and His Works foi um encarte totalmente colorido da edição de Natal da Harper's Weekly de 1866, portanto quase 60 anos antes da Coca-Cola clamar sua originalidade sobre o Papai Noel Vermelho e Branco. As primeiras imagens desta página dos descrentes são retiradas do livreto de 1866 e põe um ponto final na discussão sobre a originalidade das cores.

Mas se ver o trabalho de Nast não bastar, há dezenas de outros até chegarmos a 1931.


1866 - capa do livro ilustrado por Thomas Nast

1866 - ilustração interna por Thomas Nast

1866 - ilustração interna por Thomas Nast

1866 -ilustração interna por Thomas Nast

1866 -ilustração interna por Thomas Nast

1866 -ilustração interna por Thomas Nast

1866 -ilustração interna por Thomas Nast

Bem, definitivamente observando o trabalho de
Nast pode-se precisar a data exata do primeiro uso comercial do Papai-Noel vermelho e branco:

1866

Diversos outros elementos, como o pinheiro decorado, o trenó, a casa no Polo Norte, o livro do Bem e do Mau, o saco de presentes, a entrada pela chaminé, estão bem explícitos nessa obra americana de 137 anos.

1902 - propaganda da distribuição da revista Youth's Companion
  - trabalho a quatro cores -

1905 - tempos modernos e Santa vai de Oldsmobile
- trabalho a quatro cores -

1907 - As canetas Waterman's sempre foram um tradicional anunciante de natal
- trabalho a duas cores -

1908 - carabina 22 da Stevens e presente de Natal
- trabalho a quatro cores -

1908 - gramofone da Victor (antes de se tornar RCA Victor) com um Santa com detalhes em marrom
- trabalho a quatro cores -

1912 - Creme de Aveia, também com Santa em vermelho e marrom
- trabalho a quatro cores -

1916 - carro elétrico Milburn dentro do conceito do Santa duende
- trabalho a quatro cores -

1917 - Victrola Caruzo
- trabalho a quatro cores -

1919 - Cigarros Murad (turcos)
- trabalho a quatro cores -

1919 - Até mesmo a fabricante de pneus michelin usou muito antes da Coca
- trabalho a quatro cores -

1920 - Outra dos Cigarros Murad

1920 - Santa Vermelho e Marrom da Colgate

1922 - Lanternas Eveready (sempre prontas - para quem não sabe)

1922 - Um supreendente pai vestido de Papai Noel, mas é o vendedor de escovas...

1924 - Presunto Armour

1924 - Café Monarch

1924 - Meias Inter Woven

1925 - Coleman que hoje é uma potência mundial

1925 - Lanternas Eveready - mistura de fotográfica com arte a 4 cores

1926 - Brinquedos Merremaker a duas cores

1926 - relógio Elgin

1926 - Meias Inter Woven

1928 - para presentes elétricos vá ao Hotpoint

1928 - capa da revista Boys Life dos escoteiros

1928 - Sei lá o que era para vender, mas a marca é Hendrix

1928 - Colchas e cobertores Nashua

1928 - Texaco combustíveis

1930 - A propaganda negada pela história oficial da Coca-Cola publicada no Saturday Evening Post

1931 - a propaganda do Ladie's Home Journal à qual se atribui erradamente há décadas a introdução das cores vermelho e branco no Papai Noel.

voltar à história da publicidade da Coca-Cola